Domingo, 07 de Junho de 2009

Acabei há poucos dias este livro. Estive durante algum tempo sem saber o que fazer - falar ou não dele...

Resolvi, finalmente,  deixar um texto muito curto...

 

Três Lindas Cubanas fez-me lembrar (ainda que de um modo diferente) Origens de Amin Maalouf. Por isso, o meu entusiasmo foi crescendo à medida que percebi tratar-se da história de uma família. Gosto de histórias assim...

Rapidamente me dei conta de que não estava, apenas, perante uma saga familiar ou uma demanda familiar...

O livro é de difícil classificação quanto ao género. Mesclando elementos reais e de ficção, ficamos a conhecer Cuba e as transformações pelas quais passou o país com a revolução.

Ou seja, o autor transporta-nos nas suas contínuas viagens a Cuba, dando-nos a conhecer esse país em transformação política e cultural. Assim sendo, o livro é - também - uma crónica de viagens... Mas é, ainda, um voltar às origens, pretexto para dar a conhecer a história da sua família. Curiosamente, o narrador é frequentemente feminino, pois só assim,  através da mãe e das tias, o passado (sobretudo o do autor) parece fazer sentido. Por isso realidade e ficção se entrelaçam... Por isso essa voz faz com que Gonzalo Celorio confronte o que lhe disseram, com o que acredita que lhe disseram, com o que é agora. O autor escolhe, assim, explicar-se através do passado... Talvez por isso o romance me tenha atraído...

Do meu ponto de vista, em parte romance, em parte crónica de viagens, o texto é, acima de tudo, uma experimentação com os tempos narrativos...

Depois é só esperar encontros, desencontros e reencontros... Do fascínio ao desencanto, a viagem interior e simbólica é mais rica do que aquelas que qualquer avião pode proporcionar. Com ela ganhamos sempre qualquer coisa, pois voltamos indiscutivelmente diferentes daquilo que éramos ao partir...



publicado por I.M. às 15:59
Em torno de livros e escritos. À volta de histórias e estórias...
Na Prateleira...
Shelfari: Book reviews on your book blog
Estou a ler...

Steven Saylor, Empire

pesquisar neste blog
 
links