Quarta-feira, 09 de Setembro de 2009

As férias terminaram e volto a este espaço para partilhar mais algumas leituras.

Começo bem, tenho a certeza!

Quando me aconselharam este livro, fiquei curiosa. Não conhecia a autora, e o título deixou-me pensativa. Depois, bastou começar...

 

 

O romance é magnífico. Tudo o que escrever será sempre pouco e não traduzirá o que senti ao lê-lo. Há que ler para crer. Por isso, esta reflexão é muito breve e cheia de imprecisões.

A beleza de Elegia para um Americano reside, quanto a mim, na capacidade que a autora tem de revelar as fragilidades da mente humana.

Comecemos pelo princípio: do meu ponto de vista, no original o título é bem mais sugestivo, bem mais forte, traduzindo bem melhor o conteúdo - " Sorrows" nao são apenas as que se prendem à narração e à personagem, mas sobretudo as que se ligam às tristezas e aos desapontamentos com os quais todos, afinal, vivemos.

Trata-se de um livro profundo (embora não o pareça) e absorvente, pois a autora leva ao limite o que um romance pode fazer e o que um leitor pode absorver. Uma vez inseridos na história, a experiência faz-nos sentir ora desadequados ora brilhantes...e finalmente profundamente gratos...

O tom meditativo da obra é poesia no seu melhor. A linguagem tem ressonância e sentido. A cadência está, frequentemente, em contraste cortante com a movimentada Nova Yorque e os seus habitantes. Mas é na descrição da cidade natal de Erik, no Minnesota, que Hustvedt atinge o ponto alto. Esta cidade é um catalisador de memórias, onde não há presente (apenas passado). E, no livro, as memórias são tão vivas como o presente...

Neste cenário movimenta-se um complexo mundo de personagens, cada uma com o seu complexo mundo de existência.

Elegia para uma Americano explora, no fim de contas, a solidão e as histórias por contar...

Só sei que cheguei ao fim e dei comigo a sentir a  desconfortável sensação de saber o quanto iria sentir a falta do livro...



publicado por I.M. às 17:12
Ora bem aparecida!!!!
Já fazia muita faltinha por aqui!!!!

Quanto mais não seja para aumentar a lista dos meus livros a comprar daqui a cerca de nove meses, mais coisa menos coisa!!!!!
ehehehehe

mentira!!! Até consegui ler o meu amigo Cornwell...e valeu a pena, como sempre!!!!
Bjkas!
avelaneiraflorida a 9 de Setembro de 2009 às 21:50

Estou a ler e a gostar bastante.
Anónimo a 26 de Dezembro de 2009 às 21:36

Em torno de livros e escritos. À volta de histórias e estórias...
Na Prateleira...
Shelfari: Book reviews on your book blog
Estou a ler...

Steven Saylor, Empire

pesquisar neste blog
 
links