Domingo, 27 de Dezembro de 2009

É Natal e, com o mau tempo que nos fustigou e falta de energia eléctrica durante tanto tempo, a leitura não foi posta em dia. Infelizmente...

Este livro veio parar-me às mãos sem ser escolhido. Creio que me escolheu...E em boa hora isso aconteceu. Não sei bem o que dizer dele, pois as palavras são poucas. Digo apenas que dei comigo a pensar como podem o amor, o ódio e a violência conviver tão lado a lado...Mas podem, acredito, quando a amizade faz a ponte e deixa em suspenso o que de pior a vida tem...

 

 

Há livros, filmes ou canções que nos acompanham toda a vida,  porque nos lembram um momento importante ou porque nos marcaram de alguma maneira.
Mil Sóis Resplandecentes é um livro assim. Fica connosco para sempre… Encerra uma história de amizade e solidariedade feminina com a trágica História recente do Afeganistão como pano de fundo. Escrito com uma linguagem transparente, lírica, simples, elegante, centra a sua intriga nos pontos de vista de duas mulheres provenientes de espaços e condições diferentes. Da óptica feminina, somos confrontados com temas básicos – injustiça social, totalitarismo, educação, violência, fanatismo… com um inteligente emprego de contrastes e comunhão essencial entre tradição e modernidade. É um livro que às vezes nos parte o coração, às vezes nos faz sorrir e outras nos deixa frustrados de impotência. É um livro, cujo tema central é o lugar da mulher na sociedade afegã.
Romance ou testemunho, não importa. Penso que o narrador viveu tanto esse cenário convulsivo que conhece na perfeição cada uma das personagens que o habita e que sofre essa loucura de um território sem lei.
Um livro fantástico com uma história ambientada nuns factos perfeitamente narrados. Um livro que é  uma lição que nos mostra o amor como sendo sempre a força maior. Um livro escrito num equilíbrio raro entre a dor e a alegria. Um livro que nos faz dar graças por termos nascido e por vivermos numa outra parte do mundo… Um livro que terminei com um sorriso nos lábios e uma lágrima a deslizar pela face…
 


publicado por I.M. às 19:01
Boa tarde, boas festas! Fico muito satisfeita por encontrar um blog sobre livros...Eu também estou a tentar organizar um http://ocheirodoslivros.blogs.sapo.pt.
E sabe que mais... Acredito piamente que são os livros que nos escolhem.
Milheiras a 28 de Dezembro de 2009 às 14:22

Em torno de livros e escritos. À volta de histórias e estórias...
Na Prateleira...
Shelfari: Book reviews on your book blog
Estou a ler...

Steven Saylor, Empire

pesquisar neste blog
 
links