Quinta-feira, 19 de Março de 2009

O reino das fadas não está tão longe como pensamos. Mesmo que não o queiramos admitir...

Os oito contos que compõem este livro provam que a Terra dos Duendes está mesmo ali. Ao viarar da esquina. Às vezes basta cruzar uma linha invisível e batemos de frente com princesas, caminhos secretos e mansões que nunca parecem ter o mesmo aspecto...

A acção destes contos decorre numa Inglaterra mágica, paralela à do nosso mundo. Cada história serve essencialmente para nos dar a conhecer essa Inglaterra cheia de magia e de seres surpreendentes, a sua sociedade e os diferentes tipos de feitiços do povo das fadas...

A prosa é rica e agradável. Não falta sentido de humor que convida a esboçar um sorriso perante as (várias)  curiosas situações apresentadas. Queiramos ou não, há uma sátira implícita que leva a reflectir sobre o papel dos aristocratas e das mulheres (entre outras coisas) na sociedade vitoriana...

É difícil eleger um conto. Todos são diferentes e apresentam um aspecto ou outro que lhes confere singularidade. Todos, no entanto, cativam a nossa atenção de uma forma poética, amável, terna, cheia de humor e revelando um olhar compreensivo relativamente aos defeitos humanos. Servem, essencialmente, para mostrar a relação das mulheres com a magia ou como o mundo mágico da Terra dos Duendes invade a nossa sociedade...

É um livro para saborear com paciência, lentamente, deixando que essa magia que se filtra do mundo das fadas toque ao de leve os nossos sonhos...



publicado por I.M. às 15:55
Em torno de livros e escritos. À volta de histórias e estórias...
Na Prateleira...
Shelfari: Book reviews on your book blog
Estou a ler...

Steven Saylor, Empire

pesquisar neste blog
 
links